MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA DESVIO DE DINHEIRO E ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA NA PREFEITURA DE PARAÚ

Da redação - Assú Notícia: Em pouco menos de um ano, o Ministério Público esteve por três vezes na cidade de Paraú, investigando e cumprindo determinação judicia em desfavor de pessoas alvos de investigação. Desta vez, uma mega operação foi montada para dá cumprimento a mandados de prisão e busca apreensão em diversos endereços, como também no prédio da prefeitura de Paraú.

A ação do Ministério Público, visa cumprir mandados e encontrar elementos robustos para prosseguimento da investigação contra a chefe do executivo de Paraú, apontada por vários crimes. Segundo o Ministério Público, a operação investiga os delitos de estelionato contra a administração pública, peculato, contratação direta indevida, associação criminosa, desobediência à decisão judicial sobre suspensão de direito e lavagem de dinheiro.

Agentes do GAECO estiveram na sede da prefeitura, apreenderam diversos documentos e objetos, além de cumprirem mandados de busca e apreensão em algumas casas e repartimentos de secretarias.

Denominada como Operação 'sujeito oculto' foi realizada em municípios como Paraú, Natal, Mossoró, Ipanguaçu, Parnamirim e Assu. Ao todo, participam da ação 16 promotores de Justiça, 24 servidores do MPRN e ainda 68 policiais militares.

Vale ressaltar, que este meio de comunicação alertava o Ministério Público por diversas vezes com os contratos absurdos e valores altos para prestação de serviço ao município de Paraú, envolvendo recursos públicos. Por exemplo, a Prefeitura têm um contrato de R$ 14 mil para aquisição de pneus para a frota veicular e recentemente abriu uma licitação para contratação de empresa para o mesmo serviço.

Em breve, o ASSÚ NOTÍCIA irá trazer mais informações sobre a operação realizada pelo Ministério Público. 


whatsapp