FALSO MÉDICO PRESO NO CEARÁ, ATENDIA NO HOSPITAL DE TRIUNFO POTIGUAR; MUNICÍPIO CONFIRMA

Da redação - Assú Notícia: O policial Khlisto Sanderson Ibiapino de Albuquerque, de 34 anos, preso no interior do Ceará, se passou por médico em, pelo menos, três hospitais nas cidades de Paraipaba e Itapajé, no Estado onde houve a captura e no município de Triunfo Potiguar, no Rio Grande do Norte, que confirmou a atuação dele na quarta-feira (20).

Khlisto tem antecedentes criminais por violência doméstica e estelionato, além disso já foi investigado pelo homicídio de uma estudante de enfermagem, processo que foi arquivado, assim como outro inquérito contra ele por ameça.

A farsa do policial foi descoberta na noite do último sábado (16), quando a prefeita de Paraipaba recebeu a denúncia de um médico que estava tendo o número de registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) usado indevidamente por Khlisto, que atendia como plantonista no Hospital Municipal de Paraipaba.

O falso médico, atendia no hospital municipal Iranir Gurgel, e está envolvido em uma polêmica apontada pela filha de um senhor que faleceu na cidade. Segundo a filha do falecido, o falso médico teria atendido seu pai e o liberava para casa, sendo que o paciente na época, alegava cansaço e falta de ar. Logo depois, o paciente não teria resistido e morreu no hospital de Triunfo Potiguar. 

Em um vídeo recebido pelo ASSÚ NOTÍCIA, mostra a filha do falecido, fazendo graves denuncias no atendimento do falso médico. CONFIRA AQUI.

Em nota, a prefeitura de Triunfo Potiguar, nega toda acusação feita pela filha do falecido, porém, o município confirmou a atuação do falso médico na unidade de saúde local.

O policial Khlisto Sanderson Ibiapino de Albuquerque, de 34 anos, atuou ilegalmente como médico nas cidades de Paraipaba, Itapajé e Triunfo Potiguar


whatsapp