POLÍCIA FEDERAL DEFLAGRA OPERAÇÃO APÓS ROUBO SER REGISTRADO EM ASSÚ

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (11), a fase ostensiva da Operação Barba Negra, objetivando desarticular organização criminosa que atua roubando cargas de cigarros contrabandeados e revendendo-as no mercado potiguar.

Cerca de 25 policiais federais e uma equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar do RN estão cumprindo três mandados de prisão preventiva, cinco mandados de busca e apreensão, além de três mandados cautelares diversas da prisão preventiva, expedidos pela Justiça Federal/RN, nas cidades de Natal e João Pessoa/PB.
A investigação, que contou com o apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM – SEOPI) sediada na Delegacia da PF em Mossoró, teve início por ocasião da prisão de um policial penal do estado do Ceará em 5 de julho de 2020, na cidade de Assu, ocasião em que o homem foi flagrado roubando 8 caixas de cigarros contrabandeados da residência de um comerciante local.
No curso da investigação, verificou-se que o agente penal acusado, se dedicava intensamente ao comércio de cigarros contrabandeados, além de outros ilícitos graves, como roubos de entorpecentes e armas.
A organização criminosa contava ainda com o apoio de um sargento da Polícia Militar do RN, um ex-funcionário da Prefeitura de Parnamirim, um comerciante do bairro do Alecrim e de outros acusados, alguns inclusive, com passagens anteriores pelo sistema penitenciário.
O nome da operação faz alusão ao modus operandi da Organização criminosa, que atuava como verdadeiros piratas, roubando cargas de cigarros contrabandeados, além de armas e entorpecentes de outros criminosos.

whatsapp