MP DENUNCIA VEREADOR DE PARNAMIRIM E EX-SECRETÁRIOS MUNICIPAIS NO RN POR ESQUEMA DE FURA-FILA NO SUS

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou nesta sexta-feira (28) o vereador de Parnamirim Diogo Rodrigues da Silva (PSD) e quatro ex-secretários municipais de Saúde por fraudes no sistema de marcação e consultas do Sistema Único de Saúde (SUS). Eles foram alvos da operação "Fura-fila", deflagrada em 20 de abril.

Ao todo, oito pessoas já são rés em quatro processos distintos dessa operação. Segundo o MP, o vereador Diogo Rodrigues é apontado como suposto cabeça do esquema fraudulento.
A investigação do MP aponta que, ainda antes de se eleger em 2020, ele teria teria montado um esquema de inserção de dados falsos no Sistema Integrado de Gerenciamento de Usuários do SUS (SIGUS) - sistema informatizado utilizado pela Sesap e por alguns municípios para regular a oferta, e agendamento de procedimentos do SUS - burlando a fila.
A suspeita do Ministério Público do RN é de que ele teria como braço-direito no esquema a própria esposa, Monikely Nunes, que é funcionária de um cartório em Parnamirim. Ela também foi denunciada. Os dois foram presos preventivamente no dia 20 de abril.
Diogo Rodrigues e Monikely Nunes foram denunciados pelo MPRN por corrupção passiva, peculato, inserção de informações falsas em banco da dados da administração pública e lavagem de dinheiro. O vereador também responde pelo crime de fraude em licitação. G1RN

whatsapp