MARIDO DA PREFEITA DE PARAÚ ALUGOU MÁQUINA POR R$ 7.500 APENAS PARA TIRAR FOTOS E MAQUIAR SERVIÇO

Imagem Ilustrativa
Da redação - Assú Notícia: A denuncia contra o marido da prefeita de Paraú, Maria Olímpia, possui 65 páginas assinadas pelo Ministério Público da comarca de Campo Grande, onde encontra-se todo o processo tramitando contra Antônio Vicente Eufrásio Peixoto e Antônio Leodecio Fonseca. Os dois, foram presos em uma mega operação do Ministério Público em combate ao crime organizado de desvio de dinheiro na prefeitura de Paraú.

O ASSÚ NOTÍCIA, vem acompanhando detalhadamente as paginas do processo de denuncia já oferecido pelo Ministério Público, e aos poucos a população vai tomando conhecimento dos crimes que Vicente Eufrásio propagava com apoio de outros elementos, formalizando assim, uma associação criminosa, segundo o Ministério Público.

Quando se fala em maquiagem, pode pegar um pedaço de papel e uma caneta, para escrever as ações que são feitas pela Prefeitura de Paraú, apenas para um registro fotográfico e ser publicado nas redes sociais, propagando que o município está trabalhando e executando serviço, mas, na realidade isso não acontece.

A gestão marcada com maquiagem e falta de compromisso até com seus funcionários, quando se fala em pagamento em dia, é incompetente e manipuladora. Havendo sempre desculpas de falta de recursos para ser pago os salários de servidores. Por fora, muito desvio de dinheiro já comprovado em documentos apreendidos pelo Ministério Público. Toda ação era liderada pelo marido da prefeita, Vicente Eufrásio, que ditava regras e mandava dentro e fora da prefeitura.

O contrato aconteceu no Final do ano de 2019, e teve novo negócio com Vicente Eufrásio, tendo sido encartado o novo 'contrato', desta vez, para o aluguel  de uma máquina escavadeira hidráulica, da marca Komatsu, para realizar o serviço dos lixões, pelo período de um mês.

Ministério Público afirma que, a máquina ficou só três dias, tempo suficiente apenas para tirarem fotografias. Por esse segundo 'contrato', a máquina fez 30 horas de serviço, resultando numa segunda dívida no valor de R$ 7.500,00.

Os dois presos, já foram denunciados pelo Ministério Público por diversos crimes e logo a justiça deverá dá um parecer sobre a denuncia que foi oferecida pelo MP.


whatsapp