HOMEM É SUSPEITO DE MATAR ESPOSA E ATIRAR CONTRA A PRÓPRIA CABEÇA NO OESTE POTIGUAR

Uma mulher foi assassinada e o marido levado ao hospital com um tiro na cabeça, na manhã deste domingo (30), em Apodi, no Oeste potiguar. Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita é de um feminicídio seguido de tentativa de suicídio. O homem está em coma.

Segundo o delegado de plantão em Mossoró, Adson Maia, a vítima foi identificada como Celda das Neves Marinho Gomes, de 55 anos. Já o homem suspeito do crime, com quem ela era casada, tem 61 anos.
O crime não teve testemunhas. No início da manhã, o casal foi encontrado dentro de casa, por familiares, com ferimentos de bala e uma arma de fogo ao lado.
Segundo a polícia, o corpo da mulher tinha marcas de tiros na nuca e na cabeça. Já o homem tinha um tiro na cabeça. Ela já tinha morrido. Ele ainda respirava.
O idoso foi socorrido ao Hospital Tarcísio Maia, onde está internado em coma, com uma bala alojada na cabeça, segundo o delegado.
"Os familiares não sabem informar o que aconteceu. A nossa suspeita é que foi um feminicídio seguido de uma tentativa de suicídio", afirmou.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, o homem trabalhava como vigilante. Entre os filhos do casal há um policial militar e um vigilante, que, segundo a Polícia Militar, foi quem encontrou os pais caídos.
O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi acionado ao local do crime e recolheu o corpo da mulher. Segundo o delegado Adson Maia, o caso será investigado pela delegacia de Apodi.
A arma encontrada no local e o celular da vítima foram apreendidos para passar por perícia. g1rn

whatsapp