COSERN RETIRA 325 KG DE FIOS IRREGULARES DE INTERNET, TELEFONE E TV A CABO DE RUAS EM ASSÚ E ALEXANDRIA

A Cosern realizou mais uma fase da operação de inspeção e ordenamento de fios e cabos de telefonia, TV a cabo e internet compartilhados nos postes da distribuidora, desta vez em Assú, na Região do Vale, e em Alexandria, no Alto Oeste. Ao todo, foram percorridos 4,4 quilômetros da rede elétrica nas duas cidades, identificados e retirados 325 quilos de material irregular dos postes (240 kg em Assú e 85 kg em Alexandria). De novembro de 2020 até agora, a operação de ordenamento de fios e cabos feita pela Cosern já inspecionou 36 quilômetros da rede elétrica em 18 cidades e retirou cerca de 593 quilos de material irregular nos postes da distribuidora.

“O principal objetivo da operação é reforçar a segurança com a população - o valor mais importante para a Cosern e para o Grupo Neoenergia”, diz Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern.
“Estamos empenhados também em reduzir a poluição visual, evitar o desgaste das nossas estruturas e identificar possíveis ligações clandestinas de energia”, complementa Júlio.
A ação vai se repetir em outros municípios nas próximas semanas e a população pode colaborar, enviando relatos de onde haja possíveis irregularidades em fios e cabos de telefonia e internet por meio do telefone 116 ou do WhatsApp 3215-6001.
As possíveis irregularidades identificadas pela Cosern durante a fiscalização são tratadas de duas formas:
1. Não havendo risco imediato de segurança, a Cosern enviará um comunicado às empresas para que elas regularizem a situação no prazo máximo de 30 (trinta) dias;
2. Nos casos em que forem identificados pontos de fixação ou equipamentos instalados à revelia da Cosern ou cabos que possam causar risco à segurança, tanto da população quanto ao fornecimento de energia (como fios descascados ou rompidos, vão baixo, repetidoras, mão francesa, cabos descumprindo as distâncias de segurança, etc.), a instalação irregular será retirada pela Cosern imediatamente. Fonte: Assessoria de Imprensa da Cosern

whatsapp