POLÍCIA CIVIL ELUCIDA CASO DE ROUBO SEGUIDO DE ESTUPRO EM ESTABELECIMENTO COMERCIAL

O setor de investigação da Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR) de Mossoró na região Oeste Potiguar, concluiu nesta segunda feira 04 de julho de 2022, o inquérito instaurado para investigar um roubo seguido de estupro, ocorrido no dia 23 de junho passado em um estabelecimento comercial, localizado na Avenida Diocesana, no bairro Nova Betânia em Mossoró.

O criminoso invadiu o comércio, roubou um celular, a aliança da funcionária e outros objetos. De acordo com a investigação, além do roubo, o elemento ainda pegou nos seios da funcionária e só soltou quando amesma disse que o marido dela estava chegando na loja.
O chefe de investigação da DEFUR, APC Dias, informou que a ação criminosa foi praticada por Gerôncio Monteiro da Silva Filho, 26 anos, já condenado pelo mesmo crime e que estava em liberdade monitorada por tornozeleira eletrônica e teve sua prisão decretada pela justiça. Ele foi preso no mês passado por força do mandado judicial.
Nesta segunda feira (04) o condenado foi ouvido na Delegacia de Furtos e Roubos, onde segundo o APC Dias, ele confessou o crime e disse que o celular, vendeu na feira livre do vuco-vuco. A aliança ainda estava no dedo dele, mas não conseguiu vendê-la, que não conseguiu retirar a jóia do dedo.
Foi preciso serrá-la para recueprar a aliança e será devolvida a vítima. Na delegacia foi lavrado o procedimento por portaria, tendo em vista que a ação criminosa estava fora de flagrante. Os crimes atribuídos a ele no procedimento são, roubo (artigo 157) e estupro (artigo 233). São mais dois processos que o mesmo responderá perante a justiça. Fim da Linha

whatsapp