DR. ALVARO LOPES NETO: VOCÊ SABIA ? MULHERES SÃO MAIS SUSCETÍVEIS A DESENVOLVER INFECÇÃO URINÁRIA

Antes de esclarecer essa informação, vamos entender um pouco sobre a infecção do trato urinário (ITU). Ela é definida pela presença de agente infeccioso na urina, em quantidades superiores a 100.000 unidades formadoras de colônias bacterianas por mililitro de urina (ufc/ml). Ela pode ser sintomática ou assintomática, pode acometer tanto o trato urinário baixo (cistite) como o superior (pielonefrite).

Na cistite, temos dor ao urinar, urgência para urinar, aumento da frequência do desejo de urinar, e dor suprapúbica (na parte inferior do abdome). Pode ocorrer alteração do odor, aspecto e cor da urina, embora nem sempre. Na pielonefrite, temos febre alta associada a calafrios e dor lombar de um ou ambos os lados.

A infecção urinária é mais comum em mulheres, pois estão mais vulneráveis a essa contaminação. Elas possuem menor extensão anatômica da uretra do que os homens, e maior proximidade entre a vagina e o ânus. Não quer dizer que os homens não sejam acometidos.  Há ocorrência, principalmente, quando há doença prostática associada.

O que fazer para prevenir? Ingerir bastante líquido, de preferência água. Não demorar para urinar, caso sinta vontade. Fazer xixi após a relação sexual e higiene adequada. Lave as mãos antes e após urinar e/ou evacuar. Evite tomar medicamentos por conta própria. Em caso de sintomas, procure o nefrologista para diagnóstico e tratamento adequado. CLIQUE AQUI E MARQUE SUA CONSULTA


whatsapp