BANDAS DA CIDADE DE ASSÚ, HABILITADAS EM CHAMAMENTO, FICAM DE FORA DO MOSSORÓ CIDADE JUNINA

Eu me chamo Maycon Douglas, sou vocalista e responsável pela Banda Forró Emoções. No dia 19/05/2022 foi publicado no JOM a relação dos artistas habilitados na fase jurídica e financeira. Desse modo faltando apenas, a comissão convocar a estes para contratar. Veja que a banda pela qual sou responsável, aparece em primeiro lugar na lista devidamente habilitada, ou seja, sem nenhuma pendência documental. Como também foi habitada a banda Xodó Nordestino todas da Cidade de Assú e ficou também de fora. A partir desse dia, entrei em contato com a secretaria de Cultura de Mossoró várias vezes perguntando se já poderia me dirigir até lá para assinar contrato, definir local e data de apresentação. No entanto, eles apenas diziam para aguardar. Dessa forma, nós deixando num limbo total.
Até que nesse FDS fomos surpreendidos com a divulgação das primeiras atrações locais. Para nossa decepção total, não fomos sequer mencionados. Contudo, havia ainda uma esperança de ser incluso nos polos menores, como a cidadela por exemplo, onde já participamos em edições anteriores.
A chamada Pública, é além do processo formal, uma forma de organizar, filtrar e viabilizar a participação dos artistas locais e regionais. Pois, sabemos que num evento tão grande como o MCJ só quem tem vez são Grandes empresários (ricos) que ficarão ainda mais ricos por meio dos contratos das atrações mais caras.
Essa semana então, a luta dos artistas têm sido um grito de socorro dos artistas locais que anseiam e precisam de oportunidade no evento. Pela vitrine que ele representa e pelo cachê, que é simbólico diante dos demais, para continuar nossas atividades culturais.
E essa primeira etapa da divulgação foi totalmente na contramão desses princípios. Artistas que estavam com pendência documental, teve artista altamente privilegiado, como JOÃO NETO PEGADÃO, que foi contratado para o Pingo e para o POLO ESTAÇÃO. Ou seja, enquanto um é favorecido para 2 shows, muitos dos demais estão sendo simplesmente excluídos.
O que pedimos copiosamente ao PREFEITO ALLYSON, e ao secretário Etevaldo, é que revejam esse processo e deem oportunidade a todos os artistas habilitados. Praticando assim, a igualdade de oportunidades. O evento é grande, duradouro e com toda certeza consegue compreender a participação de todos mesmo que seja breve. Um possível argumento, porém não oficial, pois não é uma cláusula do Edital, seria o fato do endereço de residência. Onde os privilegiados seriam apenas residentes de Mossoró. O primeiro ponto é que isso se torna ilegal e arbitrário, uma vez que não está previsto no Edital. 
Segundo ponto, é que Assú acolhe carinhosamente e promove vários artistas Assuenses, como Forró dos 3, Renata Falcão, Nataly Vox... E agora a prefeitura de Mossoró resolve fechar as portas para os Assuenses!!! Isso é no mínimo sacanagem e sinal de uma ingratidão tremenda.
Estou a inteira disposição para esclarecer tudo que for necessário.

whatsapp