DR. ALVARO LOPES NETO: PESO CORPORAL ACIMA DO IDEAL SOBRECARREGA OS RINS

A obesidade é uma doença crônica atinge um quinto da população adulta no Brasil (OMS), e entre eles que tem de 5 a 19 anos, o índice é de 10,8%, indicadores elevados. O aumento excessivo do peso corporal influencia no metabolismo que passa a demandar uma filtragem de sangue maior que o costume, sobrecarregando os rins, e aos poucos, comprometendo a função renal.

O rim é o responsável por eliminar as toxinas do sangue, filtrar e equilibrar a quantidade de água e sal no corpo mantendo a pressão arterial. A obesidade pode desencadear a resistência insulínica, hiperglicemia (diabetes) e a dislipidemia (níveis de colesterol alterados). Isto desequilibra a pressão arterial e a diabetes formando placas de gordura que atrapalham o fluxo do sangue. 

Com a artéria renal estando comprometida, há uma sobrecarga nos rins, o que pode levar à doença renal crônica. A obesidade pode levar também o aumento da perda de proteínas pelo rim, o que aumenta o risco de desenvolver doença renal crônica.

A recomendação para prevenção é levar uma rotina saudável com prática de exercícios físicos regulares, alimentação balanceada, manutenção do índice de massa corporal. Evite o tabagismo e o consumo de álcool em excesso. Procure o seu nefrologista para exames e acompanhamento da saúde dos seus rins. CLIQUE AQUI E MARQUE SUA CONSULTA.



whatsapp