DECRETOS CRIAM BATALHÃO DA PM DO RN EM CURRAIS NOVOS E COMPANHIA INDEPENDENTE EM PATU

O governo do Rio Grande do Norte criou um novo batalhão da Polícia Militar no município de Currais Novos, na região Seridó, e uma companhia independente da corporação em Patu, no Oeste potiguar.

O decreto que determina a implantação do 13º Batalhão da PM foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado neste sábado (16).
De acordo com o governo, a área de atuação do 13º BPM vai abranger 12 municípios:
Currais Novos
Acari
Bodó
Carnaúba dos Dantas
Cerro Corá
Equador
Florânia
Lagoa Nova
Parelhas
Santana do Seridó
São Vicente
Tenente Laurentino Cruz.
Ao todo, o batalhão terá três companhias subordinadas a ele: a 1ª em Currais Novos, a 2ª em Parelhas e a 3ª em Lagoa Nova.
A publicação no DOE prevê um total de 421 militares lotados no batalhão, sendo 22 oficiais e 399 praças militares.
Companhia Independente
Outro decreto assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e pelo secretário de Segurança, coronel Francisco Araújo, também criou uma companhia independente da PM em Patú, no Oeste potiguar.
A 3ª Companhia Independente de Patú prevê a utilização de 271 militares, sendo 13 oficiais e 258 praças.
A área de atuação da 3ª CIPM terá nove municípios:

Patu
Almino Afonso
Frutuoso Gomes
Janduís
Lucrécia
Messias Targino
Olho d’Água do Borges
Rafael Godeiro
Umarizal
A 3ª CIPM também terá três pelotões em sua estrutura, distribuídos no próprio município de Patu, em Janduís e Umarizal.
Secretário diz que medidas não geram mais despesa
O secretário de Segurança, coronel Francisco Araújo afirmou que as medidas não geram novas despesas, porque não houve criação de novos cargos, mas foram possibilitadas pela lei de reestruturação da carreira da PM, que permitiu a promoção de oficiais.
"O que estamos fazendo é uma redistribuição do efetivo no estado. Alguns batalhões estavam com muitas cidades e em áreas diferentes, algumas distantes, como é o caso de Pau dos Ferros, que estava com 31 cidades. Agora uma parte delas vai para a companhia independente de Patu", afirmou.
O secretário também afirmou que a criação das novas unidades faz parte de uma reestruturação maior, envolvendo toda a Segurança Pública. Outros batalhões também devem ser criados em João Câmara e São Gonçalo do Amarante e também haverá uma redistribuição de delegacias na Polícia Civil.
"É uma forma de fazer áreas integradas de Segurança Pública, para que naquele espaço geográfico fique um batalhão ou companhia independente, uma delegacia regional e uma delegacia distrital", explicou.
Essas reestruturações deverão ser gradativas. "Vai ter isso em vários lugares. Vão sendo instituídos e implementados", disse.
Concursos
A criação de novas unidades da PM era aguardada desde que a corporação concluiu a formação de mais de mil policiais militares aprovados no último concurso realizado em 2018. Em setembro, a governadora do estado anunciou que autorizou a realização de outra seleção para contratar mais soldados em 2022. A corporação também tem concurso previsto para oficiais e militares da saúde.
Uma lei publicada em julho deste ano também extinguiu a diferenciação por sexo para entrada na PMRN. Até então, o número de mulheres era limitado pelo número de vagas disponíveis na companhia feminina. Agora as mulheres podem concorrer com os homens a qualquer um dos cargos. G1RN

whatsapp