EM PARAÚ, PACIENTE SUSPEITO DE COVID ACIONA AMBULÂNCIA PARA IR AO HOSPITAL, E UNIDADE ALEGA FALTA DE VEÍCULO

Da redação - Assú Notícia: Um homem está com suspeita de covid-19 na cidade de Paraú, e cumpre rigorosamente o isolamento social para evitar a propagação do vírus. Contudo, as normas sanitárias permite que pacientes suspeito ou confirmado com o vírus, deve ser encaminhado a unidade hospitalar sobe acompanhamento médico ou de profissional em uma ambulância, para evitar contaminação. 

Um paciente em Paraú, precisou ir ao hospital, e contudo estaria acionando a ambulância para que fosse até sua casa lhe buscar, conforme rege o protocolo sanitário, só que, a unidade alegou que não tinha veículo suficiente para atender a necessidade do paciente, que foi a unidade por volta de meio-dia. 

Em denuncia feita no instagram do @assunoticia, o paciente relata que estava sentido fortes dores, e precisava ir ao hospital, só que recebeu a notícia que não tinha veículo para o mesmo ir. É algo lamentável quando se pensa na saúde da coletividade e prevenção a propagação do vírus.

Já, na manhã desta segunda-feira 21, uma moça também com suspeita do vírus, acionou a unidade hospitalar solicitando a ambulância ou algum carro para conduzi-la até o hospital, também para cumprir as normas sanitárias, por mais uma vez, a unidade alegou que a ambulância estava em uma ocorrência.

Enquanto os usuários do sistema público de saúde sofrem dessa forma, na eleição, um cargo do alto escalão da prefeitura, subiu no palanque e anunciou que o município tinha orgulho em ter três ambulâncias. Na verdade, o cargo comissionado esqueceu que na realidade a coisa é totalmente outra. A maquiagem pode até durar, mais um dia cai.

Paraú, é uma das cidades que vem recebendo recursos do Governo Federal para enfrentamento a covid-19, e ao mesmo tempo, se destaca por ser um dos poucos municípios potiguares a não ter um centro de covid para atender apenas pessoas suspeitas ou confirmadas pelo vírus. Enquanto isso, os pacientes têm que 'se virar' para ir a unidade.


whatsapp