APÓS REGISTRAR ÓBITO POR COVID-19, HOSPITAL DE ITAJÁ NÃO SEGUE PROTOCOLO SANITÁRIO

Da redação - Assú Notícia:
Uma morte por covid-19 foi registrada no centro de saúde da cidade de Itajá, no Vale do Açu. Uma mulher de 58 anos não resistiu as complicações provocadas pelo vírus, e morreu na tarde de quinta-feira 27 de Maio de 2021.

Mais cedo, relatamos neste meio de comunicação que o Centro de Saúde de Triunfo Potiguar, fugiu dos protocolos sanitários em casos de óbitos de covid-19 na unidade hospitalar. A mesma cena se repetiu no hospital de Itajá. 

O Ministério da Saúde, determina através de seu protocolo sanitário, que, em caso de óbito por covid-19 na unidade hospitalar, o corpo deve ser colocado em um saco plástico, zipado, identificado e todo o procedimento deve ser feito no leito onde o paciente estava. O corpo deve ir ao necrotério dentro dos protocolos sanitários.

Em Itajá, isso não aconteceu. Após o registro da morte da mulher de 58 anos, a unidade não seguiu os protocolos sanitários, facilitando que os agentes funerários pudessem serem contaminados com o manejo do corpo. A unidade alegou não ter sacos para vestir o corpo.

Segundo as orientações do Ministério da Saúde, o protocolo correto para embalar pacientes mortos por Covid-19 determina o uso de um invólucro específico para óbito, borrifado com hipoclorito de sódio. O mau acondicionamento do cadáver pode contaminar profissionais que vão manipular o corpo.

whatsapp