PROJETO VALE SUSTENTÁVEL ESTÁ AJUDANDO NA PARTICIPAÇÃO FEMININA NA ZONA RURAL DE ASSÚ

As mulheres atuam como agentes na promoção do desenvolvimento de uma região, configurando-se como os principais intermediários da mudança econômica e social. Nesse sentido, reduzir as diferenças de gênero representa uma estratégia de desenvolvimento para um futuro mais seguro e promissor dentro de uma comunidade. Dessa forma, surgiu o grupo de mulheres Sementes da Terra, localizado no Assentamento de Reforma Agrária Professor Maurício de Oliveira, cujas agricultoras atuam diretamente no plantio de diversas culturas para melhorar a renda familiar. O projeto esteve no Assentamento no período de 2014 a 2016 e plantou a semente que já está sendo germinada por essas mulheres. A cada encontro com as mulheres nos assentamentos fortalecia-se, em suas narrativas, a importância do grupo. Para Zilda Maria, integrante do grupo, “o projeto é muito rico e nos ajudou a aprimorar técnicas. A importância do grupo é muito grande não só para mim, mas para toda a comunidade”. 
Dona Ana Maria, também do grupo de mulheres, construiu o seu próprio viveiro de mudas e se especializou. Hoje além da renda tem ainda a capacitação para aprimoramento do seu viveiro. 
 Portanto, as associações femininas nos assentamentos rurais (e para além deles) são espaços para transformação da realidade social e possibilitam às mulheres terem não apenas um lugar na história familiar, mas, sobretudo, papel importante na produção de novos conhecimentos. O Projeto Vale Sustentável apoia a agricultura familiar e o crescimento dessas mulheres em lutas coletivas. O projeto é uma realização da ANEA, com o patrocínio da Petrobras por meio do programa Petrobras socioambiental. 
Fonte: TV Assú 

whatsapp