CANDIDATO A PREFEITO NO INTERIOR DO RN É CONDUZIDO PRESO PARA À DELEGACIA E DEPOIS É SOLTO

O candidato a prefeito Marcelo Oliveira, de João Dias/RN, e alguns auxiliares foram conduzidos a Delegacia Regional de Alexandria-RN na tarde desta segunda-feira, dia 26.

Entre os auxiliares do candidato a prefeito, havia um advogado trabalhando e os policiais o conduziram também, levando a OAB de Pau dos Ferros a entrar no caso contra os policiais.
Não ficou claro a razão da condução do candidato e de seus auxiliares, entre eles um advogado. A Policia  deve emitir uma nota explicando a situação nesta terça-feira, 27.
A Polícia Civil (DEICOR) está na região de João Dias, Alexandria, Antônio Martins, com apoio até de um helicóptero, na busca por traficantes de drogas, já tendo efetuado a prisão de alguns suspeitos semana passada.
E entre os suspeitos presos (fortemente armados) estavam o vereador Laete Jácome, que apoia a candidatura de Marcelo Oliveira, e o traficante paraibano Carlos André Freire da Silva, de 45.
E a prisão de Laete e Carlos ocorreu quando os policiais do DEICOR estavam procurando cumprir ordens judiciais para prender quatro filhos na casa do vereador..
Os quatro são acusados de tráfico de drogas e estão com preventiva decretada.
A advogada Damária Jácome, filha de Laete Jácome, e candidata a vice-prefeita na chapa de Marcelo Oliveira, também teve a prisão preventiva decretada e está foragida.
O traficante Carlos André, é casado com a irmã de Damária (filha de Laete Jácome). Ele estava sendo procurado pela INTERPOL por tráfico internacional de drogas. 
Nesta segunda-feira, Marcelo Oliveira e seus auxiliares estavam em campanha pela cidade quando foram abordados pelos policiais civis e conduzidos para a DP de Alexandria. 
Os seguidores e apoiadores do candidato o seguiram até Alexandria e lá fizeram protestos para que a Polícia o soltasse. O caso foi resolvido e Marcelo foi solto.
A presidente da OAB, em Pau dos Ferros, Lidiane Dias, se deslocou também para Alexandria, para acompanhar o caso da condução do advogado de Marcelo Oliveira, também conduzido.
Em contato com o MOSSORÓ HOJE, Lidiane Dias disse que a Policia Militar cometeu o crime de abuso de autoridade quando conduziu o advogado no exercício da função.
Avisou que vai adotar todas medidas cabíveis. Não acrescentou quais. Além do prefeito, o delegado Aroldo Sales ouviu o depoimento do advogado e demais pessoas da comitiva.
Após as oitivas, o candidato foi liberado e erguido nos braços por apoiadores em frente da Delegacia  Regional de Alexandria.
A Policia Civil vai continuar as investigações para prender os traficantes que já estão com prisão preventiva decretada e principalmente para evitar novos assassinatos. Mossoró Hoje

whatsapp