PM SUSPENDE SHOW QUE ACONTECERIA EM FRENTE AO MAIOR HOSPITAL PÚBLICO DO RN

A Polícia Militar suspendeu um show da Banda Grafith, organizado pelo Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed), que iria acontecer no pátio do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, na noite de sexta-feira (1º). A intenção era homenagear os profissionais da saúde no feriado do Dia do Trabalhador.
A apresentação seria transmitida nas redes sociais no formato de live - a exemplo do que outros artistas vêm fazendo durante o isolamento social por causa do coronavírus - mas foi suspensa. Segundo a PM, o evento se enquadrava como evento público e não como uma live fechada.
Uma estrutura foi montada na frente do Walfredo Gurgel com palco e grades para tentar manter o distanciamento. No entanto, isso não foi suficiente para evitar aglomerações na porta do Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, o maior do Rio Grande do Norte.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, além do evento infringir as normas para evitar aglomerações durante a pandemia de Covid-19, o show não poderia acontecer na frente de um hospital. Desde março, o Governo do Rio Grande do Norte decretou a proibição de eventos públicos e privados que possam gerar concentrações de pessoas, em combate ao coronavírus.
O show também não tinha a autorização de uso do espaço público, que é concedida pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal (Semurb). Em nota assinada pelo presidente da instituição, Geraldo Ferreira, o Sinmed reconheceu o erro e pediu desculpas pelo evento.

Confira o documento na íntegra:

Em razão de problemas de autorização de uso de espaço pela Semurb e enquadramento do evento como evento público, por ser em espaço aberto, e não como uma live fechada para visualização nas residências, fomos orientados a transferir a live, que estava programada para o dia 01 de maio, dia do trabalho, para nova oportunidade. Pedimos desculpas e informamos que tão logo tenhamos novo formato e data divulgaremos para conhecimento de todos. G1RN

whatsapp